A Folha errou, foi enganada ou engajou-se em luta inglória?

Jornal GGN – O jornal Folha de S.Paulo, do dia 4 de setembro, quarta-feira, publicou a matéria dando conta da desistência de médicos no momento de assumir postos. Entre tantos dados e fatos, a publicação conversa com a médica Clarissa Oliveira, 27 anos, que afirma ter recuado devido “à falta de estrutura” da unidade em que trabalharia, em Salvador. Perdida no meio de outras declarações, Clarissa não poderia estar horrorizada com nada, visto que em seu registro ainda consta a ligação com o Hospital de Transplantes, em São Paulo. Impossível estar horrorizada na Bahia se não se desligou de sua função na capital paulista.

Veja os dois documentos coletados por Vania Grossi:

1. Este primeiro é a identificação de Clarissa, com a foto da listagem de 1a. chamada do Ministério da Saúde. O logo e o nome da postulante foram colocados juntos, como forma de proteger os outros 332 até aparecer a médica.

 

2. Ficha de Clarissa, devidamente confirmada por seu CPF e nome na listagem do MS.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: