Moção do Conselho Municipal de Saúde de Campinas sobre o Anúncio do Cancelamento dos Concursos pelo Vereador Pedro Serafim

Publicado em 27/10/2011 por cmsaudecampinas
O médico Francisco Mogadouro fala em defesa da moção na plenáriam do CMS realizada nesta quarta-feira, 26 de outubro, no salão Vermelho

1. O Vereador Pedro Serafim assumiu na última sexta-feira, 20/10/2011, em caráter provisório, a função de Prefeito em virtude do afastamento do Prefeito Demétrio Vilagra, em decorrência de decisão da Câmara Municipal de Campinas, a qual se encontra sub judice.

2. Lamentavelmente, o Vereador Pedro Serafim, no segundo dia em que exerceu temporariamente o cargo de Prefeito de Campinas, anunciou através de declaração à imprensa local o cancelamento dos concursos públicos em processamento, utilizando como justificativa o “inchaço da máquina pública”.

3. A declaração do Sr. Vereador, ora em exercício na função de Prefeito, é inaceitável, sob todos os enfoques possíveis.

4. A primeira questão que devemos recordar ao Sr. Pedro Serafim é que a realização dos concursos públicos é uma deliberação unânime da IX Conferência Municipal de Saúde, realizada de 20 a 22 de Maio deste ano, inclusive com a presença de todos os delegados representantes do poder público municipal, dentre os quais o Sr. Secretário Municipal de Saúde.

5. A realização dos concursos públicos para a área da Saúde também foi objeto de deliberação deste Conselho Municipal de Saúde, e na reunião realizada no dia 14/09/2011, com a presença não apenas do Sr. Secretário Municipal de Saúde, Dr. José Francisco Kerr Saraiva, e do Sr. Secretário Municipal de Recursos Humanos, Luiz Verano Freire Pontes, a realização do Concurso Público para a Saúde foi confirmada, com a perspectiva de pelo menos 350 vagas abertas, e ainda com a possibilidade de uma convocação mais ampla, em caso de necessidade.

6. Qualquer pessoa com um mínimo de informação sobre a situação da atenção à saúde na rede pública municipal de Campinas sabe da necessidade de ampliação do quadro de servidores e servidoras, e que mesmo as vagas previstas no Concurso anunciado na reunião deste Conselho de 14/09/2011 ainda seriam insuficientes para dar conta da defasagem hoje existente.

7. Por outro lado, não é o ingresso de servidores concursados que provoca “inchaço” na administração municipal, e sim os comissionados fora da carreira que são nomeados por critérios discutíveis de apadrinhamento político, como bem sabemos da existência em número considerável, e uma boa parte oriunda de indicações de integrantes da Casa presidida até dia 20/10/2011 pelo Sr. Pedro Serafim.

8. A realidade da administração pública municipal de Campinas nos dias de hoje é que existem defasagens em todas as áreas de políticas sociais, e não apenas na Saúde, e só pode raciocinar em termos de “inchaço da máquina” quem acredita em idéias de “estado mínimo” e outros postulados liberais, enquanto a maioria da população padece pelo não atendimento digno em suas necessidades.

9. O Conselho Municipal de Saúde de Campinas, reunido em 26/10/2011, delibera pela seguinte moção:

9.1. Manifestamos nosso repúdio às lamentáveis declarações do Sr. Vereador Pedro Serafim, no exercício provisório da função de Prefeito desde 20/10/2011, ao anunciar o cancelamento dos concursos públicos, e mais ainda, sob o falacioso argumento de “inchaço” da máquina pública;

9.2. Exigimos do Sr. Vereador Pedro Serafim, no exercício provisório da função de Prefeito desde 20/10/2011, que se retrate de tais declarações e anuncie publicamente a manutenção dos concursos públicos em processamento na administração municipal;

9.3. Orientamos à Comissão Executiva deste Conselho Municipal de Saúde a ingressar perante o Ministério Público Estadual e Federal, bem como nos diferentes instâncias do Poder Judiciário, com as medidas cabíveis com o objetivo de garantir que sejam realizados os concursos públicos para a área da Saúde da rede pública municipal de Campinas.

Anúncios
1 comentário
  1. Josete Abreu disse:

    É, realmente, uma vergonha esse posicionamento do atual e provisório prefeito de Campinas. Eu sou uma das pessoas aprovadas no concurso 001/2011, para o cargo de Agente Comunitário de Saúde. Investi, além do valor em dinheiro da inscrição, dois domingos para as provas objetiva e psicológica e mais uma semana inteira, de 2ª a 6ª feira, das 8 da manhã às 5 da tarde, me preparando para o cargo, no tal Curso de Formação.
    E quanto a todas aquelas pessoas que estavam fazendo o Curso de Formação… Deixando seu trabalho, suas famílias, seus filhos… VOCÊS, governantes, não tem o menor respeito pelas pessoas que os elegeram. Por que você não SUSPENDE os seus salários e o de seu secretariado, já que VOCÊ é o responsável, hoje, pela prefeitura da cidade. Enxugue os salários dos vereadores e secretários e seus agregados que, com certeza, não ganham R$ 800,00, que é o salário publicado no Edital do Concurso 001/2011, o qual você está dizendo que levará a Prefeitura à falência. O que está levando o município à falência é a corrupção que impera dentro do Palácio dos Jequitibás. Corrupção e falta de compromisso público com quem, de fato, confiou em vocês para governar nossa cidade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: