Ministério Público é provocado por usuários de Fernandópolis a verificar a correção no cumprimento da jornada dos médicos em Fernandópolis – SP

Advogado quer análise de frequência de médicos em unidades básicas de saúde

A análise deverá ser feita pelos pontos eletronicos de frequencia, que marcam a entrada e saída de profissionais.
O Ministério Público de Fernandópolis deve analisar nas próximas semanas, uma representação feita advogado José Jesus Pizzutto que requer do prefeito Luis Vilar uma análise sobre a freqüência e permanência dos profissionais de saúde e também dos médicos que atendem nas unidades de saúdes básicas do município através do ponto eletrônico.

Segundo o EthosOnline, o pedido de analise aos pontos eletrônicos, foi fomentada após uma matéria jornalística veiculada pelo Fantástico da TV Globo na última semana, que denunciou um suposto esquema de fraudes no pagamento de médicos plantonistas na cidade de Sorocaba que recebiam o salário sem prestar os serviços, muitas vezes em sequer aparecer no hospital e ubs.

No pedido, as unidades básicas de Saúde têm de prestar informações de como o os plantões funcionam e quais profissionais estão escalados, bem como o tempo de permanência e atendimento na unidade. O levantamento deverá conter a carga horária e os nomes de enfermeiros, médicos e outros profissionais atuantes na área de plantões nos últimos três anos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: