PT pede auditoria nas contas da Saúde em Sorocaba


alexproenca | fevereiro 18, 2011 URL: http://wp.me/p2K36-Uv

Dossiê com matérias jornalísticas foi protocolado junto ao Ministro da Saúde e ao Denasus (Departamento Nacional de Auditoria do SUS)

Através do conselheiro nacional de saúde, José Marcos Oliveira, o Diretório Municipal do PT de Sorocaba protocolou ontem (15/2), junto ao Ministro da Saúde, Alexandre Padilha, um pedido de auditoria qualitativa e quantitativa no “uso dos recursos próprios do Município, bem como das transferências constitucionais, legais e voluntárias” realizadas nos últimos oito anos à municipalidade.

Um dossiê, com matérias jornalísticas sobre problemas recentes no setor da saúde em Sorocaba, acompanhou o pedido de auditoria, que também foi protocolado junto ao Denasus (Departamento Nacional de Auditoria do SUS). Segundo o presidente do PT de Sorocaba, José Carlos Triniti Fernandes, a iniciativa se deveu a declarações recentes do Secretário Municipal de Saúde, Milton Palma, de que o Ministério da Saúde não vinha cumprindo suas responsabilidades.

“Tanto na prestação de contas no Conselho Municipal de Saúde, como na própria Câmara de Vereadores, a responsabilidade sobre os problemas na área foi transferida à esfera federal”, explica Triniti. “Isso é muito grave, já que só os repasses do Governo Federal para a Saúde giram em torno de R$100 milhões ao ano”, completa.

O dossiê entregue ao Ministro Alexandre Padilha conta com cerca de 50 matérias veiculadas pela imprensa sorocabana, incluindo matérias televisivas. Entre as notícias, encontra-se a prestação de contas do Secretário Milton Palma, na Câmara de Vereadores, quando o mesmo afirmou que “os gastos com saúde pública estão cada vez mais altos para os municípios que, por outro lado, recebem cada vez menos repasses do governo federal”.

“Não se trata de um jogo de empurra”, defende Triniti. “O que queremos é apurar qual o problema real da Saúde, que tem afetado negativamente a vida de milhares de sorocabanos em detrimento do crescimento do volume de recursos investidos pela municipalidade”, justifica.

Segundo o conselheiro nacional de saúde, verifica-se, em Sorocaba, a valorização da atenção terciária, em detrimento da atenção primária. “Os números apontados na Atenção de Urgência e Emergência, ou seja, do atendimento nas unidades pré-hospitalares, aponta, em alguns meses, que cerca de 50% da população faz uso desse serviço”, explica. “Ao mesmo tempo não verificamos interesse algum por parte da Prefeitura em qualificar o Programa Saúde da Família, que deve trabalhar com a prevenção”, critica.

José Marcos explica ainda que a Constituição de 1988, através do estabelecimento do conceito de Seguridade Social, levou a avanços na regulamentação do SUS e ampliou a participação da sociedade na gestão da saúde. “Utilizando desse poder participativo é que decidimos interferir”, afirma o membro do Conselho Nacional de Saúde. “Precisamos saber onde está realmente o problema da saúde em Sorocaba para que possamos lutar para mudar essa realidade que hoje marca a opinião de todos os sorocabanos sobre a baixa qualidade dos serviços prestados no município”, conclui

Anúncios
4 comentários
  1. Preclaro Murilo;

    Ao meu ver, o SUS é um sistema que pouco funciona. Mas sem ele o que seriamos de nós, pobres mortais…

    abraços e sucesso neste seu blog

  2. Caro Juliano:
    Primero, quero manifestar minha alegria em receber sua primeira visita neste espaço de construção coletivo. Obrigado.
    Segundo que convidar para que acesse o texto da tribuna de debates da AE – Articulação de Esquerda onde é possível refletir sobre o SUS e os desafios da construção da saúde como Direito de TODOS e dever do Estado. É um texto extenso mas especialmente importante para aqueles que tem compromisso com a coisa pública.
    Espero poder contar com sua participação.
    Abraço fraterno,

  3. Paula disse:

    Querido Murilo, eu ja venho passando alguns perrengues devido a falta de boa vontade em atendimento com o ser humano, quando o mesmo usa A SIGLA SUS.

    Usa o SUS…coitada da pessoa…
    Ja mandei e-mail pra secretaria das Finanças, Saúde e Nada…

    Eles nos mandam de um lado pra outro…
    Vc vai ao posto do bairro…

    ‘ AH , MAS NÃO É AQUI…É NO CAPS DA AVENIDA N SEI ONDE”

    ‘ VAI NO Caps, ah não é aqui é no Regional”

    ” Vai no REGIONAL, ESPERA 2 HORAS E O MÉDICO NÃO TE RECEITA A MEDICAÇÃO QUE VC PRECISA, DE VIDO A NÃO TER IDO COM SUA CARA, POR PERGUNTAR PORQUE ELE DEMOROU TANTO PARA ANTENDER”

    e ASSIM CAMINHA….JA QUE O SUS É TÃO BOM…PORQUE O SR PREFEITO NAO FAZ USO DO MESMO??

    AGORA COM ESSA DENÚNCIA DE EMPRESTIMO DE 850 MIL DE REAIS, QUE ELE FEZ POR DEBAIXO DOS PANOS….

    EU PERGUNTO……E O POVO??

    QUEM É QUE O POVO VAI CONFIAR…

    só CAPITÃO NASCIMENTO DA TROPA DE ELITE…..porque politicos …esses sim teriam que PEDIR PRA SAIR, COM UNS BONS SACOS NA CARA ISSO SIM….

  4. Bom Dia Paula!
    Ficamos muito felizes com a sua contribuição.
    O SUS é uma das maiores politicas públicas de saúde do mundo. Garantir saúde como direito de TODOS e dever do Estado contraria interesses de muitos que vivem da, e lucram com, a doença. Estes interesses tem representantes dentro e fora do SUS. Construirmos coletivamente o SUS, na prática, é um desafio imenso para toda a sociedade, não é tarefa exclusiva dos governos. Obrigado, é muito bom quando cada um participa.
    Um dos passos para a evolução do SUS, que todos podemos e devemos dar, depois que tomamos a decisão de participar é participar organizadamente. A Lei determina que na sua cidade exista, e estabelece como, ao menos um CMS – Conselho Municipal de Saúde (muitas cidades têm tambem Conselhos Locais ou Conselhos Populares de Saúde). O Conselho Municipal é composto por 50% de usuários, 25% de trabaladores, 12,5% de Prestadores de Serviços Públicos e Privados ao SUS e 12,5% de representantes do Gestor (Governo). Será bom se voce estiver disposta a estabecer algum vínculo com o seu Conselho.
    Vários são os casos em que os Gestores encaram o conselho como um problema a ser contornado. Nestes casos procuram esvasiar, controlar, por vários meios o CMS. Sabendo disto nos cabe a tarefa de atuar em sentido contrário. Este ano será realizada a 14ª Conferencia Nacional de Saúde. É um momento especialmente importante que poderá proporcionar contatos com usuários do SUS de todo o Brasil comprometidos com a luta da Reforma Sanitária. Venha participar. Talvez inclusive, a gente se encontre pessoalmente, seria bom … não?
    Acabarmos com o jogo de empurra que voce descreve, bem como impedir atitudes como a que voce descreve do Prefeito é uma das tarefas que nos cabe… mas queremos mais que isto, e faremos juntos.
    Assim, proponho uma alternativa. Como não confio no Capitão Nascimento acho que o povo pode confir na sua própria força. Me proponho a confiar em VOCÊ.
    Abraço fraterno,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: